Seguidores

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012

Aquecimento gerado por sobrecarga


Aquecimento gerado por sobrecarga

Disjuntores Termomagneticos (DTM)

Símbolo:
Os DTM's também tem a função de proteger circuitos como o fusivel, contra curto circuito. Mas além disso, ele protege também contra sobrecarga de longa duração. O disjuntor é um dispositivo de manobra, que quando atua (desliga o circuito por algum erro), é possivel rearma-lo, sem ter que substitui-lo como os fusiveis.
Caracteristicas e Funcionamento
Possui:
Terminais com parafusos para fixar o condutor (um de entrada e um de saída para cada fase);
Interruptor para realizar manobra;
eletroimã, para desarmar por curto circuito
Bimetal, para desarmarmar por sobrecarga
    Basicamente, o DTM funciona da seguinte forma:
  • Disparador BIMETALICO - Quando há uma sobrecarga de longa duração (uma corrente superior à que o circuito foi projetada) o bimetal (composto por dois ou mais metais trefilados com coeficientes de dilatação diferentes) aquece em função do aquecimento dos condutores, deformando-o, e assim disparando um contato que desliga o circuito:
            
  • Disparador MAGNÉTICO - Na presença de um curto-circuito, forma-se um campo eletromagnético no disjuntor, posto que o disparador magnético atua sobre efeito de campo, atraindo um contato, que desativa o circuito.
            
              Os DTM's possuem uma curva tempo de disparo, que é o tempo que o disjuntor demora para desarmar por sobrecarga. Esta deve ser calculada.
PARA MAIS INFORMAÇOES, BAIXE A APOSTILA DE DISJUNTORES EM APOSTILAS

Disuntor Motor (DM - Maguinético)

Parecido com o DTM, o DM atua apenas sob curto-circuito. Próprio para proteção de motores, o DM, ja vem com uma curva-tempo-disparo de aprox. 10-14x sua corrente nominal.

Fuga de corrente

Interruptor Diferencial Residual

Símbolo:
O Interrupetor Diferencial Residual (DR ou IDR) consiste em proteger o circuiito contra fuga de corrente, choque eletrico ou incêndio. funciona da seguinte maneira:
Todo o circuito eletrico, a corrente que entra, é igual á que sai, mas no sentido oposto, ou seja, a soma vetorial das correntes se anulam. No entanto, quando há uma fuga de corrente para o terra, esta não volta pelo outro potencial do circuito.
No caso, a soma vetorial resulta em um valor, que será induzido uma tensão no eletroimã, que desliga o circuito. Para religar o circuito, é necessario localizar o defeito, corrigir e rearmar o DR.
Existem no mercado dois tipos de DR:
Bipolar/Tetrapolar
Sua ligação é simples, o DR é ligado após o DTM e em série.
Além do DR (ou IDR) existe o Disjuntor Diferencial Residual (DDR) que tem proteção contra curto-circuito, sobrecarga de longa duração e fuga de corrente. Não é muito viavel adiquiri-lo pela grande diferença de preço, sai mais barato comprar um DR e um DTM separados.

Dispositovos de Proteção contra Surtos Atimosfericos - DPS

O DPS protege o circuito contra anomalias externas, como descargas atmosféricas (Raios) 
Os Dispositivos de Proteção contra surtos, são capazes de evitar qualquer tipo de dano aos equipamentos ligados aos circuitos, descarregando para a terra os pulsos de alta-tensão causados pelos raios.


Ler mais: http://mangesemeletrica.webnode.com.br/materias/comandos-eletricos/
Crie o seu website grátis: http://www.webnode.com.pt

Nenhum comentário:

Postar um comentário